A Princesa e a Costureira – Conto de Fadas com história de amor lésbico <3

Olhem que preciosidade. O primeiro conto de fadas entre um casal de lésbicas e com a protagonista negra é brasileiro.  😀 Que orgulho! A autora, a psicóloga Janaína Leslão, lançou em sua página no facebook a pré venda do livro e já está causando o maior frisson nas redes sociais. E não é pra menos. Além do conto girar em torno de uma história de amor homoafetiva, a protagonista é uma princesa negra, o príncipe a quem ela está prometida usa dreads nos cabelos e sua irmã não tem uma das mãos. Olha o leque de representatividade aumentando.

A princesa Cíntia, está prometida em casamento para Febo, o príncipe do reino vizinho, mas se apaixona pela costureira Isthar ao encomendar seu vestido de casamento. <3 Seu noivo e sua irmã dão total apoio e o desenrolar dessa história a gente só vai saber lendo. (já encomendei o meu). O livro conta com ilustrações, mas segundo Janaína possui o foco no público pré-adolescente e adolescente. “Até porque tem muito texto e é necessário que se tenha uma boa leitura”, explicou.

Claro que além de muita gente orgulhosa e parabenizando Janaína, tem os haters que já estão indignados com a possibilidade de crianças estarem lendo sobre a realidade, a diversidade, o respeito, e as diversas formas de amor ¬¬. A autora tem recebido diversas críticas (positivas e negativas), em sua página. “A repercussão está sendo ótima! Muita gente aprovando a ideia de termos um livro que ensine a convivência harmoniosa entre as pessoas, de amor, tolerância. Muitos pais dizendo que irão comprar para seus filhos, para ensiná-los desde cedo que ‘consideramos justa toda forma de amor’. Sim, existem indignados, mas apoiados em seus próprios preconceitos.”, conta.

O livro “A Princesa e a Costureira” é uma publicação da Metanoia Editora, custa R$ 35 e está em pré-venda pela internet (aqui). O lançamento oficial da obra será no próximo dia 26, durante a 4ª Semana da Diversidade em Santos, São Paulo. Muito sucesso Janaína e que venham muitas histórias recheadas de diversidade e respeito.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.