Categoria: Colunas (all)

Yuri Love: uma lista de animes sobre o amor entre meninas (2)

Olá, queridas betinas! Como estão?

Este artigo contém a segunda parte da lista de animes com Yuri (romance lésbico). Se vocês não leram a primeira parte, não deixem de fazê-lo, pois coloquei lá toda a definição do que é “anime” e outros termos japoneses importantes para quem já conhece e/ou está começando a desbravar o universo dos mangás/animes.

Antes de dar início à listagem dos desenhos, gostaria de fazer uma observação:

Muita gente acha que, após os créditos finais, o anime termina, porém nem sempre é assim! Para todos os efeitos, certifiquem-se de que o vídeo realmente acabou. Vocês não vão querer perder uma cena pós-créditos preciosa, vão?

Agora, corramos ao que interessa! Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

#Rio2016 A Olimpíada mais #Lesbica <3 #LGBT

O que falar dessa Olimpíadas que já acabou e nos rendeu memes, discussões, análises, lacres, lágrimas e sorrisos? Falar que ela foi babadeiiira, sim, senhora! Temos que admitir. A gente tem muitas queixas a fazer ainda, mas acho que essa Olimpíadas nos deixou com gostinho de “vamos chocar esse almoço de família?”, principalmente quando decidimos dar nosso apoio a todas as equipes femininas, buscar entender as dificuldades dxs atletas, gritar para que isso seja visto e acreditar numa possível mudança.

Mas o que chamou nossa atenção mesmo foi o tanto de acontecimento que colocaram nossa comunidade LGBT à vista. O número de atletas assumidamente LGBTQ – 43 no total – é o maior da história. E a gente quer maaais! Vamos ver alguns momentos que deixaram as betinas feliiizes! \o/

1 – O primeiro bapho foi antes do início dos jogos com as meninas do vôlei chamando geral pro sapabonde.

11 Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

#ContoRápido – Paralisada

conto11

Me despiu das verdades. Vestida passou por mim, me olhou com os olhos semicerrados, provocante, penetrante e quando ria, os olhos amendoavam singelos, dóceis, numa mistura tão envolvente capaz de tornar dançante até as luzes das ruas frias de Curitiba.

Praças, beijos, cafés, lábios, parques, mãos, estradas sorrisos, sabores, cheiros, tato.

Bares, luzes, carro, colo, beliche.

Eu sedada ali, sentada esperando pelo imprevisível, o que esperar, quando dentro de mim só habitava adrenalina, tão suspirante que quase se tornara ânsia, dessas que mexem com as entranhas.

Despida, eu me sentia um púbere, você era cena, revista, livro, filme, eu ali, adolescente perdida, encontrava um corpo, uma escultura, curvas que só antes vira na ficção, nem no meu mais indecente sonho eu vivi aquela trama, naquele quarto curto, escuro, iluminado apenas pela lampadinha debaixo da cama, que me permitia vê-la e ao mesmo tempo esconder-me. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

Yuri Love: uma lista de animes sobre o amor entre meninas

Não vou negar que animes (que são desenhos animados, e pronuncia-se “anime”, “animê” ou “animé”) e mangás (“revistas em quadrinhos”) – integrantes da arte e cultura japonesas – ganharam minha admiração e devoção há bem pouco tempo.

Na verdade, a minha mais recente paixão surgiu quando conheci um gênero chamado “Yuri” (que significa “lírio” em japonês e é, usualmente, atribuído a animes/mangás com romance lésbico), e, admito a vocês, essa descoberta mudou completamente o modo como encarava os cartuns de origem oriental.

Além de observar o jeito fantástico como as histórias eram contadas, a qualidade dos roteiros e o carisma das personagens, fiquei imensuravelmente satisfeita ao perceber que, para a nossa alegria, existe uma infinidade de animes/mangás que retratam, com larga competência e sensibilidade, o universo LGBT, especialmente, com relação à homoafetividade feminina.

Assim sendo, me dispus a listar aqui alguns dos desenhos que assisti, proporcionando a vocês a oportunidade de conhecer um material incrível que muito nos interessa, mas que, não raro, nos falta.

Esta é a primeira parte da lista, visto que ainda há muito material a ser apreciado.

Bem, aí vai:

LISTA DE ANIMES YURI – PARTE 1

 

1) Sasameki Koto

Sasameki Koto foi o primeiro anime Yuri ao qual assisti, e, como não poderia ser diferente, é um dos que mais gostei. Ele conta a história de Ushio Kazama, uma colegial assumidamente lésbica que só se apaixona por meninas “fofas”, mas, a priori, é incapaz de perceber (e retribuir) o amor que sua melhor amiga, Sumika Murasame, sente por ela, pois, aparentemente, Sumika não é “do seu tipo”. O clima deste anime é bem melancólico de início, com aquele aperto no peito e a torcida para que Sumika se declare e seja aceita por sua crush. Há também muitos outros personagens interessantes e carismáticos, inclusive outro casal de lésbicas, o qual é responsável pela quebra do drama, introduzindo humor ao romance.

anime 1

Sumika, a amiga secretamente apaixonada (à direita), e Kazama, sua crush (à esquerda). Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3