Categoria: Contos Lés

A FLOR – PARTE XI

POV ISA

Ontem foi maravilhoso, tirando o contra tempo com a Erica. Eu não gosto de ser agressiva e grossa com as pessoas, mas foi o único modo de fazer ela cair na real. Espero que ela entenda isso daqui para frente e não me odeie, porque sei que ela deve me odiar. Eu não quero deixar sentimento de ódio nos outros, mas no caso dela foi necessário.

Hoje é o nosso ultimo dia inteiro em Canoa, tá batendo uma saudade. Resolvemos passar o dia todo com a família de Isa, Luna até foi autorizada a faltar de aula. O jantar foi regado de frutos do mar e foi divertido.

– Oi. – Bateram em minha porta. – Entra.
– Sou eu. – Rosa apareceu pela fresta da porta.

– Entre.

– Desculpa não ter saído com você hoje, mas precisava ficar mais perto deles, inteiramente para eles.

– Eu entendo. Faria o mesmo. – Ela sorriu com a minha fala, e ficou me olhando atentamente. – O que foi?

– É surreal imaginar você aqui, lembrar de quando te conheci, jamais imaginaria estar com você aqui, na casa da minha família, compartilhando coisas e momentos com eles. Integrada aqui. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

A FLOR – PARTE X

– Bom dia. – Saí da cozinha dando de cara com ela.

– Bom dia, Rosa. – Isa me respondeu sonolenta.

– Já tomou café?

– Não, eu ia começar.

– Deixe tudo aí e vem comigo, nessa cesta tem tudo o que precisamos para passar o dia.

– Passar o dia onde?

– No barco, em alto mar.

– Sem a Luna? Não é melhor esperar ela voltar?

– Tudo bem, a pirralha não vai ficar magoada, foi ela que me deu essa ideia.

– Como assim?

– Depois te conto. Vem.
Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

A FLOR – PARTE IX

Horas depois.

– Olha, podemos andar por aí mais tarde?

– Claro, a hora que você quiser. Aconteceu algo?

– Eu preciso ir com a Luna em um lugar.

– Estou te achando preocupada.

– Digamos que a Luna precisa ir em uma ginecologista, porém meus pais são cabeça fechada em alguns aspectos e vão achar que ela já não é mais virgem… E bom, eu já passei por isso e meus pais fazem uma tortura psicológica terrível, e olha que eles aceitavam meu namoro com Erica, até gostavam dela. Eles achavam que por eu estar com uma outra garota não havia como perder a virgindade, foi uma das conversas mais constrangedoras da minha vida. – Comecei a rir de lembrar. – Agora estou rindo mas na época, foi foda.

– Hum entendi, e digamos que chegou o momento da Luna. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

A FLOR – PARTE VIII

POV ROSA

O dia foi bem legal, apesar do começo conturbado. Navegar me fez muito bem, foi tão bom ver minha irmã alegre, brincando. Me fez até lembrar de como eu era. Não que hoje eu seja uma pessoa amarga, só não confio muito nas pessoas. Sendo bem sincera acho que além da minha família, confio apenas em Isa. Isa que me surpreende a cada momento, sempre sorrindo e a vontade com a minha família.  Nunca tinha estado com ela perto do mar, e ver ela explicando coisas para mim e minha irmã, com tanto encantamento, tanta paixão. Assim como eu, ela é apaixonada pelo rio. De uma forma diferente, mas intensa como o meu jeito de amar o mar.

– Tá pensando em que? – Luna me tirou do transe.

– Que susto, pirralha! – Dei um tapa em seu braço. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3