Categoria: Contos Lés

Da janela

Os pés de Ana estavam em cima dos meus, na cama. A noite tinha sido maravilhosa. Fizemos amor com todo o carinho e desejo que podíamos ter. Havia tempo que não nos tocávamos daquele jeito. Com tanta intimidade e cuidado. Apreciando cada detalhe uma da outra. Eu adoro ouvir Ana gemendo e quando ela faz isso com um dengo é a melhor coisa do mundo. Puxei meus pés e levantei devagar, enquanto Ana dormia num sono pesado, com uma expressão de quem está sonhando. Linda, nua e enrolada em nosso lençol. Peguei a blusa no chão, vesti e fui até a janela. Fumar. Um vício que ela me fez prometer que tentaria parar, mas é difícil. Principalmente depois de grandes emoções: boas ou ruins. E a nossa noite foi, sem dúvida, de muitas emoções boas. Tínhamos andando um tanto distante, problemas no trabalho, tédio e monotonia em nosso casamento. E fizemos na noite anterior um jantar para conversarmos sobre nossa situação. A conversa foi muito sincera e positiva. Saímos dela com promessas, expectativas, vinho e cheias de tesão. Resultado: uma noite de muito sexo com amor. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

A nadadora – Parte Final

contos les.fw

Os três sentados, cada um com seu sorvete de casquinha. Andrea sendo simpática com Matheus e perguntando coisas de criança. O menino se divertindo. E Luana seguindo cada gesto e sorriso de Andrea, medindo cada pedacinho de seus lábios e mãos. Rindo de seu sorriso e pensando: “como eu nunca a tinha visto antes?” Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

A NADADORA – PARTE II

nadadora

No caminho até o carro, Luana foi simpática e perguntou a Andrea se ela fazia alguma atividade física, para evitar o silencio que provavelmente iria se instalar. Andrea estava meio nervosa e só conseguia pensar na loucura que estava fazendo, mas ao mesmo tempo não tinha coragem de negar a “carona”, e perder a oportunidade de conhecer melhor a nadadora intrigante. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

A nadadora – Parte I

nadadora

Em uma visita a uma amiga que trabalha numa escola de natação, Andrea se sentiu atraída pela piscina e ficou ali, por longos minutos, enfeitiçada pelo reflexo do sol na água, pela forma como ficava impossível de ver algo mais que não fosse aquilo brilhando. Não sabe quantos segundos, ou minutos, ficou ali viajando, até que numa braçada, invadiram seu transe. Os braços longos saiam e entravam na água com uma velocidade e delicadeza que fez Andrea desejar fazer o mesmo. Foi seguindo seu trajeto até que Luana saiu da água, se enrolou na toalha e sumiu entre as portas e janelas da escola. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3