Categoria: Onde ir

21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo – Vamos??

Já estão se preparando para o maior evento do orgulho LGBT do mundo?? A 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo acontecerá dia 18 de junho.

parada-lgbt-sp

Opa! A Parada mais esperada do ano já tem data, programação e tema definidos e nós já anotamos tudinho na agenda. Dia 17 de maio, aconteceu a  primeira coletiva de imprensa para apresentar o 21º Mês do Orgulho LGBT 2017A coletiva contou com a drag queen Tchaka como Mestre de Cerimônias. Ela anunciou o tema da Parada desse ano que é:

“Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um Estado Laico”.arcorisi

Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

#EventoSP – Hoje Acordei Reversa com Vira Letra reúne nomes da literatura LGBT

Betinas que amam ler e sobretudo adoram uma literatura LGBT, não podem perder esse evento da Reversa Magazine em parceria com a editora Vira Letra <3.

 

 

Na semana que antecede a Parada do Orgulho LGBT de SP, a maior parada do mundo, vamos nos encontrar no HOJE ACORDEI REVERSA com VIRA LETRA. Um movimento de cultura LGBT em que, durante um dia, será realizado uma mini feira do livro com @s [email protected] da editora Vira Letra, roda de conversas, mesa-redonda e lançamentos de livros.

O movimento surgiu em 2014, quando foi feita uma mini edição, dentro da Galeria Lâmina. Desde lá, o projeto engavetou porque o Reversa Magazine foi crescendo e tomando mais atenção, conta Maíra Reis, uma das idealizadoras.

“Agora, casou uma ideia e essa vontade, de retornar o Hoje Acordei Reversa, porque a Editora Vira Letra precisava de um local para fazer o lançamento de alguns dos seus mais recentes títulos. Assim nos conectamos para criar o “Hoje Acordei Reversa com Vira Letra””, diz Maíra.

O evento conta com programação especial que fará do dia, com certeza, algo incrível.

“A ideia é que a literatura LGBT seja a ponte para encontrar pessoas que têm esse interesse em comum. E, claro, com a oportunidade de tomarem uma cervejinha, conversarem e descobrirem [email protected] e suas obras.”

E então, vamos nos encontrar lá? Boa companhia, bom bate papo e muita cultura LGBT. O que queremos mais? <3 Você pode garantir seu ingresso nesse primeiro lote com preço promocional ate 31 de maio, através desse LINK.

 

18424118_1382776688483011_7817255602042241959_n Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

#OndeIr O Vale existe e tem comidinhas deliciosas <3

Lembra daquele folhetinho que aquela pessoa religiosa distribuiu pra você falando do Vale dos Homossexuais? Segundo o documento, o lugar onde todas nós vamos um dia, juntas com todxs xs LGBTs deste planeta. Dizem que é quente, sujo, infernal e que nós vamos arder, passar sede e fome.

:O

Cê acredita que o Vale existe? E mais! É lindo, arejado, cheio de gente bacana e muita comida gostosa <3 Deus ouviu as nossas preces.

ovale

Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

Caixa Cultural exibe retrospectiva inédita do cinema lésbico de Barbara Hammer

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe, de 18 a 30 de abril de 2017, a Mostra Barbara Hammer – Um cinema experimental lésbico, que reúne, pela primeira vez no país, a obra da americana que é expoente do cinema queer. Serão apresentados 24 filmes, acompanhando as diferentes fases do trabalho da diretora, com destaque para seu último longa-metragem, Welcome To This House, filmado parcialmente no Brasil. O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal.

Conhecida internacionalmente como uma das cineastas que mais explorou a cultura lésbica, Barbara Hammer ficou famosa por abordar assuntos tabus sob a perspectiva de uma artista homossexual assumida desde os anos 60. Ao longo de seus 90 trabalhos, a diretora também se destacou por conseguir imprimir uma marca estética repleta de experimentações desviantes das convenções narrativas. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3