Categoria: Livros Lés

#LivroLes | Transformação

Sinto dizer que Renata e Luciana são personagens fictícias, mas tão ficcionalmente reais que representam muito bem a mim e a tantas garotas que crescem em seus grupos sociais e, de algum modo, percebem-se, aos poucos, sendo encaixadas, moldadas na forma padrão que nossa sociedade cultua como certa, como a que serve para todos os homens, todas as mulheres e tudo aquilo em que se caiba um rótulo.

transformacao

A Ana Paula desenvolvia-se nessa forma devidamente ro-tulada conforme as “regras” e a tradição dos “bons” costumes vigentes. Mas, por mais que se esforçasse para se acomodar confortavelmente nessa forma, não era possível. Uma perna, um cotovelo sempre cavam de fora. Então Ana criou Mariana Cortez, um nome apenas, mas um nome que a fazia livre para criar personagens que também eram livres para trilhar caminhos seus, sem formas, sem rótulos colados por uma sociedade muitas vezes hipócrita, que se esconde embaixo de tetos de vidro. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

Coletânea LGBT: Autor dá de presente 100 exemplares impressos! Corra!

Fabrício Viana é jornalista, escritor e bacharel em psicologia, em seis anos ele já escreveu e publicou quatro livros com temática LGBT: O Armário (sobre a homossexualidade), Ursos Perversos (contos eróticos gays), Orgias Literárias da Tribo (coletânea LGBT premiada duas vezes em 2015) e o recente THEUS: Do fogo à busca de si mesmo (romance com temática gay).

Para comemorar mais de 20 mil leitores, Viana está dando, de graça, 100 exemplares da coletânea Orgias Literárias da Tribo. A única coletânea no Brasil onde é possível encontrar pelo menos um autor representando cada segmento LGBT.

ORGIAS LITERARIAS Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

#TeatroInfantil A princesa e a Costureira – A peça

Já falamos aqui sobre o primeiro conto de fadas infantil que tem como romance principal um casal de lésbicas. <3 A princesa e a costureira, da escritora e psicóloga Janaína Leslão. E agora o livro virou uma peça infantil e estará em cartaz no Centro Cultural São Paulo (CCSP) até 4 de setembro. As apresentações acontecem aos sábados e domingos, a partir das 16 horas.

Uma das principais preocupações do espetáculo infantil é inventar histórias que convidem crianças e adultos a refletir sobre as múltiplas possibilidades de afeto entre pessoas. A peça, assim como o livro, conta a história da jovem princesa Cíntia, que está prometida em casamento para o príncipe do reino vizinho, Febo. Mesmo não o amando, ela se resigna a ter como companheiro de vida seu melhor amigo. Porém, durante os preparativos para a cerimônia, Cíntia se apaixona por Isthar, costureira responsável por confeccionar seu vestido de noiva.

princesa cartaz Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3

#LivroLés Coleção Arco-íris – Diedra Roiz e Wind Rose

A Coleção Arco-Íris reúne os sete primeiros romances lésbicos escritos pelas autoras Diedra Roiz e Wind Rose. O nome da coleção vem do fato de cada livro ter a capa de uma cor, compondo, enfileirados, o arco-íris.

Legado de Paixão e Amor às Avessas, de Diedra Roiz, e Amor Indomável, de Wind Rose, já foram publicados sob o selo editorial Divers@ e estão esgotados em versão impressa. Todos os livros estão disponíveis em versão digital na Amazon, publicados pela Vira Letra, e serão relançados em versão impressa.

Já pela Vira Letra, A Camareira, de Wind Rose, foi lançado em junho e está disponível nas versões impressa e digital. Amor a qualquer preço e Simples como o amor, de Diedra Roiz, e A Cigana, de Wind Rose, já têm data marcada para lançamento.

Diedra e Wind se conheceram em 2009, depois de trocarem comentários em suas histórias publicadas na web. Após um namoro de nove meses à distância, resolveram juntar planos, livros e vidas. Praticantes do Budismo de Nichiren Daishonin em franca revolução humana e eterna metamorfose ambulante, já moraram no Rio de Janeiro, Blumenau e atualmente residem em Florianópolis. Ciganamente, não sabem qual será seu próximo destino. Continue lendo

Celine Ramos
Baiana, feminista, negra e publicitária. Fundadora do SouBetina. Vivo na ponte-aérea Salvador-São Paulo. <3